Max homenageia deputados

Max Barros é presidente da Assembleia

Max Barros é presidente da Assembleia

O presidente em exercício da Assembleia Legislativa, deputado Max Barros (PMDB), homenageou os seus colegas de parlamento na sessão ordinária de ontem. Max fez um balanço da atual legislatura, destacou os avanços da Casa e falou da importância de todos os deputados e funcionários do Legislativo Estadual.

“Cada um de vocês, sem exceção, foi fundamental para que a Assembleia realizasse um trabalho brilhante ao longo desta legislatura. Acredito que cumprimos o nosso papel enquanto legisladores e que o parlamento termina o ano com um saldo extremamente positivo”, destacou.

Max Barros falou de sua gestão na presidência da Casa, após a ascensão de Arnaldo Melo (PMDB) ao Governo do Estado e das metas estabelecidas para a Casa.

“Nosso compromisso foi administrar esta Casa junto com todos os deputados em harmonia, respeitando as discordâncias, que são próprias da democracia, e enxugar, em comum acordo com os líderes e com todos os deputados, a pauta de votações. Também assumi o compromisso de que fosse votado o Orçamento do Estado dentro desta Legislatura. Foi o que aconteceu, uma vez que o Orçamento foi aprovado de forma unanime, num acordo entre os deputados e graças ao papel fundamental da Mesa Diretora”, ressaltou.

Max Barros fez questão de homenagear individualmente cada deputado que não estará na próxima legislatura na Assembleia [os eleitos deputados federais, aqueles que não conseguiram a reeleição e os que sequer disputaram o processo eleitoral 2014] e por esse gesto foi cumprimentado pelos colegas.

O ato marcou aquela que pode ter sido a última sessão do ano. Regimentalmente, o recesso parlamentar somente será iniciado na próxima terça-feira. É provável, no entanto, que na segunda já não tenha mais sessão ordinária.

PMDB e PV terão as maiores bancadas na Assembleia em 2015

Edilázio é hoje o líder do PV e do Bloco Democrático

Edilázio é hoje o líder do PV e do Bloco Democrático

O PMDB e o Partido Verde foram as legendas que saíram mais fortalecidas e elegeram o maior número de deputados para a Assembleia Legislativa no Maranhão.

Cada um dos partidos elegeu quatro deputados estaduais para a legislatura 2015-2018. Por outro lado, o PTB e o PSD – que chegou a contar com seis deputados – desapareceram do parlamento estadual. Outras siglas, como o PTC, do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, já dispõem de representatividade no Legislativo.

Foram eleitos pelo PMDB para exercer mandato até 2018, os deputados Roberto Costa, Andréa Murad, Nina Melo e Max Barros. Costa e Max conseguiram a reeleição. Pelo PV, foram reeleitos os deputados Edilázio Júnior, Hemetério Weba, Rigo Teles e Adriano Sarney, que estreia na casa em 2015.

Roberto Costa é uma das lideranças do PMDB

Roberto Costa é uma das lideranças do PMDB

Com três deputados cada, aparecem PDT, PCdoB e PRB. Foram eleitos pelo PDT os deputados Humberto Coutinho, Fábio Macedo e a reeleita Valéria Macedo.

Pelo PCdoB, foram eleitos os deputados Raimundo Cutrim, Othelino Neto e novato Professor Marcos Aurélio, que tem forte atuação política na Região Tocantina.

A tendência é de que estes partidos [PMDB, PV, PDT, PCdoB e PRB], disputem espaços de forma mais acirrada na Mesa Diretora e nas Comissões Parlamentares da Casa. Os partidos também devem iniciar, ainda esse ano uma articulação mais direta para a formação dos Blocos Parlamentares.

Na atual legislatura, por exemplo, tanto o PV quanto o PMDB, lideram os maiores blocos do Parlamento: Democrático e Bloco Parlamentar Pelo Maranhão, respectivamente. O PCdoB tem o comando do Bloco de Oposição.

Na próxima legislatura, no entanto, os papéis devem ser invertidos. O PCdoB passa a ser governo, enquanto PV e PMDB devem atuar na oposição.