Prefeitura realiza últimos testes operacionais para o Bilhete Único

ônibusA Prefeitura de São Luís, por meio as Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), está realizando os últimos testes dos equipamentos embarcados do Bilhete Único, para iniciar na próxima segunda-feira (14) a operacionalização do sistema nas linhas urbanas da capital. O usuário poderá fazer quantas viagens quiser no intervalo de 1h30, com o pagamento de apenas uma passagem, desde que permaneça no mesmo sentido da via. Os testes estão sendo realizados inclusive para verificar a utilização do Bilhete Único também na rota de retorno das linhas que não mudam o sentido do itinerário, mesmo vindo em sentido contrário ao que o passageiro está.

O técnico da SMTT e organizador do sistema, Manoel Cruz, explica de que forma o passageiro vai poder fazer esse tipo de transbordo. “Por exemplo, se um passageiro que pega um ônibus na Vila Nova, tendo como destino o Porto do Itaqui, hoje, ele teria que ir ao Terminal de Integração da Praia Grande para embarcar em outra linha com destino ao Porto. Agora, com o Bilhete Único, ele não precisa mais ir ao terminal. Ele pode descer na Avenida dos Portugueses e pegar o ônibus que já saiu do terminal em direção ao Porto do Itaqui”, explicou.

Porém, ele esclarece que, para que o passageiro possa fazer esse tipo de transbordo, ele terá um tempo de 45 minutos para embarcar no veículo que está retornando.

Outro exemplo de itinerário que o passageiro pode utilizar o Bilhete Único para fazer essa modalidade de embarque no tempo de 45 minutos é também na rota Vila Nova/Jaracaty. “Atualmente, a pessoa precisa ir também ao Terminal da Praia Grande para pegar o Circular/Bandeira Tribuzi. Com o sistema Bilhete Único, ele poderá tomar embarcar no circular, no Anel Viário, sem precisar ir ao terminal, porque esse veículo está no mesmo sentido que o passageiro está viajando. Só que ele terá que fazer esse transbordo num tempo de até 45 minutos após o embarque”, esclareceu Manoel Cruz.

Os testes operacionais do sistema Bilhete Único estão sendo realizados nas linhas Vinhais/Ipase, Pedrinhas, Vila Nova/Calhau, Ipem/Turu, Coroadinho, Residencial Paraiso, Cidade Olímpica, Vila Esperança e Pão de Açúcar.

Bilhete Único – O sistema Bilhete Único, lançado pela Prefeitura de São Luís na semana passada, vai garantir maior economia de tempo e mais qualidade do transporte público da cidade, beneficiando estudantes, trabalhadores e aqueles que precisam se deslocar de ônibus para resolver demandas em menor tempo. Uma das principais vantagens do bilhete é a possibilidade de fazer a integração em qualquer ponto de ônibus, ou seja, sem a necessidade de ir aos terminais de integração da cidade.

O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, lembrou o planejamento para implantação do programa, que incluiu adaptações tecnológicas, aquisição de novos ônibus, adaptações e reformas à frota em atividade e adoção de melhorias com a Bilhetagem Eletrônica, Biometria Facial e GPS.

O pagamento da passagem será feito com os atuais cartões de vale-transporte ou de meia passagem. Caso não possua nenhum dos dois, o usuário poderá solicitar o cartão na sede do Sindicato das Empresas de Transportes (SET), no Centro. O Bilhete Único vai entrar em vigor na segunda-feira, podendo ser utilizado nos ônibus do sistema integrado que compõem a frota de coletivos na capital, beneficiando 760 mil usuários.

Edivaldo cumpre promessa de campanha e anuncia o Bilhete Único

Bilhete únicoO prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) lançou ontem o sistema Bilhete Único, programa que foi o carro-chefe da sua campanha eleitoral em 2012. O programa, quando efetivado, beneficiará a população.

Esse blog, por dever de justiça, uma vez que cobrou por inúmeras vezes o cumprimento da promessa eleitoral, reconhece o esforço do prefeito em colocar atuar no sistema de transporte público. O bilhete único, que já funciona em grandes centros do país, como no Rio de Janeiro, representa, sem dúvida, um avanço para o usuário.

O sistema vai atender, de acordo com o Executivo, 760 mil usuários do transporte coletivo da capital e deve entrar em operação no dia 14 deste mês.

“Hoje concretizamos um dos mais importantes compromissos assumidos por nossa gestão com a população de São Luís”, disse ontem, o prefeito Edivaldo Júnior.

Agora é esperar o sistema ser de fato colocado em prática.

Foto do Dia: a mudança de Edivaldo

Idoso espera por ônibus na avenida Santa Isabel, na Cohama em "esqueleto" de parada

Idoso espera por ônibus na avenida Santa Isabel, na Cohama em “esqueleto” de parada

É de retrocesso, em todos os aspectos, a gestão do trânsito e transportes da capital na administração Edivaldo Holanda Júnior (PTC). Ele foi eleito com a promessa de instalação de GPS em paradas de ônibus, construção de corredores de transporte, melhorias no transporte de passageiros, licitação das linhas de ônibus e implantação do sistema de Bilhete Único na capital. Até o momento, no entanto, nem sequer sinal de que as promessas serão cumpridas. E um senhor de idade “abrigado” numa parada de ônibus – ou arranjo de parada de ônibus -, na Avenida Santa Isabel, na Cohama, exposto ao sol enquanto espera pelo transporte, é o retrato da administração de Edivaldo. Um retrocesso.

Edivaldo praticamente descarta implantar Bilhete Único em SL

Edivaldo Júnior havia prometido implantar sistema no início de governo

Edivaldo Júnior havia prometido implantar sistema no início de governo

Tão cedo não será cumprida a promessa de campanha do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), de implantar o sistema de Bilhete Único na capital. Foi o que deixou claro o prefeito, por meio de ofício encaminhado hoje à Assembleia Legislativa do Maranhão, assinada pelo secretário de Articulaçaõ Política, Osmar Filho (PSB) [com infomações “técnicas” de Manuel Cruz Junior, coordenador de Planejamento e Estudos], e que responde a solicitação do deputado Eduardo Braide (PMN) sobre a viabilidade técnica do projeto.

Além de descartar a implantação imediata do sistema, com informações desencontradas e recheadas de imprecisões, Edivaldo admite não haver sequer projeto ou mesmo estudo do Bilhete Único. E o mais grave, admite também que a decisão de adiar o cumprimento da promessa tem como principal objetivo proteger as empresas que opreram no sistema de transporte público da capital. Alega que as empresas podem sofrer graves impactos financeiros.

Mas o argumento por si só não se justifica, já que o próprio prefeito se comprometeu, por meio de um TAC assinado junto ao SET e ao Ministério Público, em realizar licitação para as linhas de ônibus de São Luís. O projeto, neste caso, deveria ser incluído no processo de concorrência pública, se assim houvesse vontade política e comprometimento da atual gestão. Como não há, o que se observa, com o ofício encaminhado à Assembleia, é apenas uma tentativa de confundir a população.

Abaixo, trecho do ofício encaminhado à Assembleia, que praticamente descarta a implantação do sistema de Bilhete Único em São Luís.

“Desta forma o sistema de Bilhete Único deve ser estudado e analisado com bastante cuidado, verificando as consequências econômicas que o sistema possa sofrer, pois a perda de receita das empresas deve ser bastante analisada para não levá-las a déficits financeiros insuportáveis, informamos que todas as cidades nas quais foram implantado o Bilhete Único, elas foram obrigadas e passaram a subsidiar o sistema de transporte com valores cada vez mais crescentes”.

O prefeito só não explica de onde ele tirou a informação de que nas demais cidades do país onde o Bilhete Único foi mplantado houve tal impacto, uma vez que ele mesmo admite não haver sequer estudo ou projeto para a implantação do sistema em São Luís.

É só incoerência?

Edivaldo admite que não cumprirá prazos da licitação no transporte público

edivaldoO Estado – O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) admitiu esta semana, em entrevista a uma emissora de TV local, que não cumprirá com os prazos acordados com o Ministério Público, por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), para a realização da licitação das linhas de ônibus de São Luís.

A primeira cláusula do TAC estabelece que a Prefeitura cumpra até o dia 30 de novembro deste ano o processo de licitação do transporte coletivo da capital. Edivaldo, no entanto, sequer assegura prazo para o início do processo. Ele apenas garante que, após iniciada, a concorrência pública deverá ser concluída em 10 meses, ou seja, apenas em 2014.

O TAC entre a administração petecista e o Ministério Público foi assinado no mês de maio, tendo como representante do Município a Secretaria de Trânsito Transporte. O objetivo era estabelecer o marco regulatório do transporte de passageiros de São Luís. As negociações foram coordenadas pela promotora de Defesa do Consumir, Lítia Cavalcanti.

Na ocasião da assinatura do TAC, Edivaldo assegurou que cumpriria todos os prazos estabelecidos. “Vamos honrar com todos os compromissos de campanha, e com a licitação do transporte não será diferente”, disse.

Recuo – Na segunda-feira, no entanto, em entrevista a uma emissora de televisão, o petecista mudou o discurso, e sequer assegurou a data do início da concorrência pública. “Nós sabemos que herdamos um problema de vários anos, na verdade de décadas na área do transporte público. E tenho dito que só tem uma forma de resolver esse problema, é através da licitação, que ainda estamos preparando. Vamos assinar em breve um contrato com a Fundação Getúlio Vargas, que irá comandar todo o processo. Quando iniciar, haverá bastante divulgação, audiências públicas e vamos ter um prazo de mais ou menos 10 meses para ter o processo concluído”, afirmou.

Edivaldo também não garantiu de imediato a licitação para o sistema de bilhetagem eletrônica de São Luís, que, segundo o TAC, deveria ter começado no dia 30 de agosto. Ele também sugeriu que o programa Bilhete Único não deverá ser implantado em 2013.

“Para que o bilhete saia, é preciso que ocorra primeiro a licitação das linhas de ônibus. Logo após essa licitação é que teremos condições de implantar o bilhete único. Esse foi um compromisso de campanha e nós iremos honrar”, completou.

Na assinatura do TAC e do comprometimento de Edivaldo Júnior de realizar a licitação para as linhas de ônibus até o fim de novembro, também ficou acertado que o município repassaria, em caráter indenizatório para as empresas de ônibus, 6,6% do custo total do sistema. O valor ainda seria avaliado, naquela oportunidade, pela SMTT. O repasse teria como principal objetivo evitar o aumento das passagens de ônibus.

Eduardo Braide cobra informações a Edivaldo sobre Bilhete Único

Eduardo Braide

Deputado Eduardo Braide

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) conseguiu aprovação na Assembleia Legislativa, de requerimento que envia ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), solicitação de informações a respeito da implantação do Bilhete Único na capital, uma das principais promessas da campanha petecista.

Braide quer saber quando, como e quanto custará a implantação do sistema. Quer saber também se a promessa de fato chegará a ser cumprida. “Precisamos saber se há e como está o planejamento de implantação do bilhete único. O prefeito deve informar não só a Assembleia, mas à população de São Luís o início de vigência. Precisamos de uma previsão”, disse.

A cobrança do parlamentar em relação ao bilhete único é uma das principais reivindicações da população, que realiza desde a semana passada protestos na capital. É também um dos principais temas abordados pela oposição na Câmara Municipal de São Luís. Na verdade, tema levantado apenas pelo vereador Fábio Câmara (PMDB), que criou o “belhetômetro” em seu perfil no Facebook, para acompanhar a promessa do prefeito.

Edivaldo agora será cobrado pela Assembleia. E terá de dar explicações.

Vereador cria forma inusitada de cobrar promessas de campanha de Edivaldo

fábio bilhetometroO líder da oposição na Câmara Municipal de São Luís, vereador Fábio Câmara (PMDB), encontrou uma forma irreverente, mas ao mesmo tempo responsável de cobrar do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) a implantação do Bilhete Único no sistema de transporte público da capital, uma das principais promessas da campanha petecista.

Fábio Câmara lançou hoje em seu perfil na rede social Facebook o “Belhetômetro”, um quadro por meio do qual ele acompanhará diariamente com a população ludoviscense, as ações administrativas do prefeito.

“Para ‘comemorar’ o sétimo mês de mandato do prefeito EdeH Júnior (PTC), estou lançando a partir de hoje, o ‘belhetômetro’: por meio dele será possível acompanhar o andamento da promessa do Bilhete Único feita pelo petecista durante a campanha eleitoral do ano passado. Nesta segunda-feira, dia 1º de julho, EdeH completa 210 dias sem a implantação da promessa”, postou Fábio Câmara.

O peemedebista tem sido um dos parlamentares mais ativos na Câmara e é um dos responsáveis pela instalação da CPI do Bom Peixe, que investiga o desvio de dinheiro público na gestão João Castelo (PSDB). Foi dele a missão de colher assinaturas e vencer a articulação que Edivaldo fazia contra a CPI.