Zé Reinaldo deixa o PSB

Gilberto Léda – O deputado federal e pré-candidato a senador Zé Reinaldo oficializou sua saída do PSB.

Em artigo publicado hoje (1º) ele diz que escolheu deixar a legenda porque os seus líderes resolveram fechar questão contra as reformas Trabalhista e da Previdência. Reinaldo, como se sabe, é a favor das duas.

“Eu estou saindo do PSB exatamente porque [o partido] resolveu fechar questão contra as reformas trabalhista e previdenciária sem ouvir as bancadas da Câmara e do Senado”, justificou ele.

O destino do parlamentar divide-se entre duas siglas: PSDB e DEM.

Um encontro na semana com Geraldo Alckmin, governador de São Paulo e líder do PSDB nacional, leva a crer que este pode ser seu próximo partido, mas a proximidade do DEM com o governo Flávio Dino (PCdoB) não pode ser desconsiderada.

No próximo domingo (7) o (agora) ex-socialista lançará oficialmente sua pré-candidatura ao Senado, em evento organizado pelo prefeito de Tuntum, Cleomar Tema (PSB). O anúncio do novo partido pode ser feito nesse evento.

Crise no PTN: Sousa Neto anuncia desfiliação do partido

Sousa NetoO deputado estadual Sousa Neto anunciou hoje, por meio de nota, a sua desfiliação do PTN no Maranhão.

Sousa atuava até então como presidente estadual da sigla, mas acabou “lançado” a vice-presidente ontem, após uma articulação do deputado federal Aluizio Mendes (PSDC) junto à direção nacional da sigla.

O ex-secretário adjunto da Secretaria de Segurança Pública, Laércio Costa, foi quem assumiu o comando da legenda.

Para Sousa, “uma espécie de convite subliminar, rasteiro e covarde para a desfiliação do partido”.

Leia a íntegra da nota de Sousa Neto.

O deputado Sousa Neto, acerca de matéria jornalística que trata da mudança na direção do PTN do Maranhão, publicada na edição de 08.10.2015 no jornal “O Estado do Maranhão”, informa e esclarece o seguinte:

  1. Somente teve conhecimento de que houve mudança na direção do PTN do Maranhão na data de hoje, por meio da matéria jornalística acima mencionada;
  1. Dessa forma, não sabia que tinha sido destituído da presidência do PTN até ler a matéria jornalística, ou seja, não foi comunicado desse fato pela deputada Renata Abreu, presidente do PTN Nacional, e nem pelo novo presidente no Estado, o senhor Laércio Costa.
  1. Entende o deputado que este tipo de conduta é uma espécie de convite subliminar, rasteiro e covarde para desfiliação do partido absolutamente desnecessário, pois era suficiente dizer que o deputado Sousa Neto é indesejado no partido para que este, voluntariamente, atendesse o desejo do partido;
  1. Assim, o deputado recebe a informação como um ato manifesto de exclusão do partido e, por essa razão, comunica a todos os seus correligionários que já não se considera mais filiado ao PTN.

                Sousa Neto, deputado estadual

Bira não é mais do PT

Bira do Pindaré não é mais do PT

Bira do Pindaré não é mais do PT

O deputado estadual Bira do Pindaré anunciou hoje a sua desfiliação do Partido dos Trabalhadores (PT). Ele utilizou o tempo do grande expediente para explicar o motivo de sua decisão. Emocionado, Bira precisou fazer seguidas pausas em seu pronunciamento, e recebeu gestos de solidariedade de colegas da oposição e da base do governo. Bira era filiado ao partido desde o início dos anos 1990. O parlamentar afirmou que ainda não decidiu que rumo seguir para as próximas eleições. Ele explicou apenas que amanhã dedicará seu tempo para refletir sobre o assunto.

Clay e Igor Lago oficializam na Justiça Eleitoral saída do PDT

Igor e Clay Lago deixam o PDT junto a outros ex-militantes

Igor e Clay Lago comunicam à Justiça saída do PDT / Foto: Ronaldo Rocha

O médico Igor Lago e Clay Lago, oficializaram há pouco desfiliação do PDT, partido fundado pelo ex-governador Jackson Lago. O ato ocorreu no Fórum Eleitoral de São Luís, situado no Anel Viário. Segundo os ex-militantes , cerca de 40 pessoas também deixaram a legenda. Todos são contrários às atuais direções estadual e nacional da sigla.

Igor Lago, que coordenava o Núcleo de Resistência Dr. Jackson Lago, uma espécie de comitê de oposição ao deputado federal Weverton Rocha, que comanda o partido no Maranhão, afirmou que o PDT foi totalmente desfigurado pela atual direção. “O PDT perdeu seus princípios, se transformou em um partido autoritário, que apenas impõe e não dialoga com ninguém”, disse.

Visivelmente emocionada com a decisão, Clay Lago disse que não havia mais motivo para permanecer na legenda. “Isso mostra que as pessoas não estão satisfeitas no partido. Somos contra a falta de democracia interna do partido, por isso decidimos deixar o PDT”, afirmou.

A deputada estadual Eliziane Gama (MD), que acompanhou o ato de desfiliação de Igor e Clay Lago, afirmou que a sua presença foi um gesto de apoio e reconhecimento a importância da história política do PDT no Maranhão. “O PDT foi o meu primeiro partido. Diante de toda essa situação, que é lamentável, eu não poderia deixar de manifestar o meu apoio”, afirmou.

Mas não foi apenas por esse motivo que a parlamentar acompanhou Igor e Clay Lago…