Base governista se movimenta para reduzir reajuste de servidores do TCE

Fábio Braga é quem assina emenda

O Estado – A base governista na Assembleia Legislativa prepara-se para aprovar – provavelmente na sessão de hoje – uma emenda modificativa proposta pelo deputado estadual Fábio Braga (SD) que diminuirá de 10,67 para 6,3 o percentual de reajuste dos servidores do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA).

Segundo o parlamentar, que é vice-líder do Bloco Parlamentar Pelo Maranhão, o Blocão – da base comunista na Casa -, o objetivo é uniformizar o percentual de reajuste das diversas carreiras do Estado.

“Observando-se o Projeto de Lei nº 002/2017, de autoria do Tribunal de Justiça do Maranhão, os servidores deste órgão buscam um reajuste geral de 6,3%. Portanto, visando a revisão geral entre os servidores do Estado é que se apresenta a Emenda Modificativa acima”, argumenta Braga.

Ainda de acordo com a justificativa apresentada por ele, a própria “Corte de Contas concorda que haja a aprovação de um reajuste em caráter geral para todos os servidores públicos do Estado”.

Segundo apurou O Estado, no entanto, a modificação do percentual é uma iniciativa do Palácio dos Leões, que já havia acordado reajustes na casa dos 6% com servidores do TJ-MA e do Ministério Público do Maranhão (MPMA) e temia reações caso aprovasse uma reposição maior os funcionários do TCE.

Tramitação – O projeto com a reposição inflacionária das carreiras do TCE-MA está na Assembleia desde dezembro do ano passado. Seria votado em regime de urgência – com 10,67% de aumento -, mas no dia marcado para a aprovação a maioria dos aliados do governador esvaziou o plenário.

Na ocasião, o vice-presidente do Legislativo, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), que era quem presidia a sessão, rechaçou manobra do governo e tentou explicar a não votação da matéria. Ele afirmou que o projeto de lei chegou a ter uma tramitação rápida na Casa em decorrência de um pedido de urgência aprovado, mas lamentou a ausência de deputados no plenário.

“Quero prestar o esclarecimento de que este assunto, para mim merece uma atenção destacada tendo em vista o fato de eu ser servidor de carreira do Tribunal de Contas. Não existiu nenhum tipo de manobra por parte do Poder Executivo”, disse.

 

O “chá de árvore” no governo Flávio Dino

fabio_braga-300x258O famoso “Chá de Cadeira” que muitos políticos tomam antes de ser recebidos por autoridades do Executivo, ganhou nova cara no Maranhão.

Para ter acesso ao Palácio dos Leões, deputados da base sem muito prestígio com o governo Flávio Dino (PCdoB) são obrigados a esperar debaixo de árvores na Praça Dom Pedro II.

A mais recente vítima do “Chá de Árvore” foi o deputado estadual Fábio Braga (PTdoB). Quem conta o caso, sem pedir segredo a ninguém, é um prefeito amigo seu.

Do blog do Gilberto Léda

Outros “desertores” na mira do PMDB

Remi não quer mas terá de acionar ex-peemedebistas

Remi não quer mas terá de acionar ex-peemedebistas na Justiça

Não deve se resumir apenas à ação contra a o deputado estadual Stênio Rezende (PRTB) a investida do PMDB.

Jura Filho (PRTB), Alberto Franco (PRB) e Fábio Braga (PTdoB), todos suplentes de deputado estadual pela legenda, mas que trocaram de partido no mês passado, serão alvo de ação na Justiça Eleitoral por infidelidade partidária.

As ações, que deverão ser assinadas pelo presidente estadual da legenda, Remi Ribeiro, ocorrerão após pressão de lideranças da sigla, que avaliaram como desnecessária a investida contra Rezende, uma vez que ele permanece na base do Governo do Estado.

Para eles, o deputado estadual não pode ser punido isoladamente, enquanto outros membros da sigla, que concentram a possibilidade de assumir mandato na condição de suplentes, ficam imunes ao processo por infidelidade.

O argumento é de que se vale para um, tem de valer para todos. Remi, no entanto, que alegou ter acionado Stênio Rezende “por questão de honra”, resiste à pressão e recusa entrar com recurso contra os demais ex-peemebistas na Justiça. Mas terá de fazer isso…

Paulo Marinho Júnior assume a Sejuv

paulomarinhojrO administrador com pós-graduação em Administração Pública, Paulo Marinho Júnior (PMDB) assumiu hoje o comando da Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (Sejuv) – cargo antes ocupado pelo deputado estadual Carlos Filho (PRTB), que retornará à Assembleia Legislativa. A solenidade de posse ocorreu no Salão de Atos do Palácio dos Leões.

Marinho afirmou que dará continuidade ao trabalho já realizado e implementará novas ações. “A expectativa é de muito trabalho, muita disposição para realizar projetos de interesse da juventude. São mais de 2 milhões de maranhenses, entre 15 e 29 anos, que precisam participar mais, estar mais presente e ajudar na construção do nosso futuro”, declarou o novo secretário.

Prestigiaram a posse os secretários de Estado João Abreu (chefe da Casa Civil); Luis Fernando Silva (Infraestrutura); José Antônio Heluy (Trabalho e Economia Solidária); Hildo Rocha (Cidades e Desenvolvimento Urbano); os deputados estaduais Stênio Resende (PMDB) e André Fufuca (PEN); os ex-deputados federais Paulo Marinho e Marcia Marinho; prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, entre outras lideranças políticas do município de Caxias, terra natal do novo gestor da Sejuv.

Em tempo: Com o retorno de Carlos Filho à Assembleia Legislativa – que deverá acontecer amanhã, deixa o plenário o deputado Fábio Braga, que trocou o PMDB pelo PTdoB.

Sai Fábio Braga volta Carlos Filho

fábio bragaO deputado estadual Fábio Braga (PTdoB) deve deixar hoje a Assembleia Legislativa. Ele dá espaço para o deputado Carlos Filho, que retorna à Casa após deixar a Secretaria de Estado da Juventude. Para o lugar de Filho na pasta assume o suplente de deputado federal Paulo Marinho Júnior (PMDB).

Fábio Braga, que é suplente e havia assumido a pasta desde a saída de Carlos Filho para o Executivo, foi na verdade o alvo do PMDB por ter saído da sigla no período destinado pela Justiça Eleitoral para a filiações partidárias.

Sem a garantia de reeleição pela legenda, tendo em vista a necessidade de obter uma média de 50 mil votos sem 2014, ele optou pelo PTdoB e já conta inclusive com apoio dos vereadores da nova sigla em São Luís.

Fábio Braga deve dedicar-se agora às articulações de pré-campanha para a Assembleia no interior do estado. O parlamentar também trabalhará pelo fortalecimento do PTdoB em suas bases eleitorais.