José Joaquim assume o comando do Governo do Maranhão

O governador em exercício, José Joaquim dos Anjos cumpriu agenda em seu primeiro dia à frente da gestão estadual, na manhã desta quinta-feira (25), no Palácio dos Leões. Na agenda de compromissos, ato de cumprimento ao cargo, reunião com secretários de Estado, presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), assinatura de demandas em várias áreas de interesse social beneficiando municípios do interior e coletiva à imprensa.

“Sinto-me honrado por esse momento e agradeço ao governador Flávio Dino e ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto. É uma sucessão prevista na Carta Federal e também em norma estadual e, neste exercício, darei continuidade às ações de Governo em andamento e pretendo trazer algumas experiências nossas para o Executivo”, enfatizou José Joaquim. Durante o exercício no cargo estadual, o desembargador Lourival Serejo estará no comando do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA).

Informações da Ascom do TJMA

Afagos tucanos

Brandão tem sido esvaziado pelo PSDB, mas Dino tenta manter partido na base

Na iminência de perder o apoio do PSDB para as eleições de 2018, o governador Flávio Dino (PCdoB) tem intensificado afagos à legenda e aos seus aliados, com nomeação de tucanos, membros do PPS e até do DEM em postos na articulação política.

A cúpula tucana nacional já decidiu que o partido terá coligação prioritária com o PMDB em 2018 – tanto em âmbito nacional quanto no Maranhão – e faz questão de promover o esvaziamento público do vice-governador Carlos Brandão, principal aliado de Dino.

E é convencido por Brandão que Dino resolveu abrir as portas do Palácio dos Leões aos tucanos. Na semana passada, nomeou o ex-vereador José Joaquim para uma subsecretaria na Secretaria de Articulação Política, com atuação em São Luís. Esta semana, a também tucana Gardeninha Castelo ganhou cargo de subdiretora na Assembleia Legislativa.

Embora tenha como plano B uma coligação eminentemente de esquerda – com PCdoB, PT, PDT e PSB – Flávio Dino não pretende abrir mão do tempo de propaganda do PSDB. E para isso, afaga também as lideranças do PPS, espécie de legenda-satélite dos tucanos no país.

Tanto que tem dado esperanças à deputada federal Eliziane Gama de que ela pode ser candidata a senadora pela chapa dinista. E na mesma leva da nomeação do tucano José Joaquim, nomeou o Pastor Porto para a mesma função, com atuação em Imperatriz.

Mas pelo andar da carruagem política nacional os afagos de Flávio Dino aos tucanos maranhenses podem até manter os seus membros atrelados ao projeto de poder comunista. Mas a legenda do PSDB e o seu tempo na propaganda eleitoral, certamente seguirão outros rumos.

Da coluna Estado Maior, de O Estado do Maranhão

Vereadores aliados a Castelo negam ter testemunhado agressão contra professora

Vereador Batista Matos - foto: Biné Morais de O Estado

Os vereadores Batista Matos, Ivaldo Rodrigues e José Joaquim, os mesmos que buscaram holofotes com o caso das obras do Aeroporto Internacional Marechal Hugo da Cunha Machado, com a realização de uma “inspeção” sem pé nem cabeça no terminal, após a própria Infraero ter esclarecido os motivos, estipulado datas e garantido recursos para as obras de recuperação do espaço, divulgaram nota em que negam ter sido testemunhas de ato de agressão do Prefeito João Castelo contra a educadora Lindalva Batista.  Não era esperado o contrário. Imagens mostram os vereadores cercando o prefeito e a professora, no momento do ato impensado do “gestor” municipal.

A nota, no entanto, não esclarece o teor da discussão entre o prefeito e a sindicalista e se propõe apenas em afirmar que as informações divulgadas sobre o fato tratam-se de factóides com fins meramente políticos. Afirmam ainda, vejam só, estarem surpresos com a denúncia da sindicalista, que chegou chorar momentos de pois de ter sido destratada por Castelo.

vereador Ivaldo Rodrigues / Foto: Flora Dolores de O Estado

Com o discurso, tentam Batista Matos, Ivaldo Rodrigues e José Joaquim, levarem a população a crer que as informações noticiadas, não passam apenas de mentiras da mídia de oposição. Pura bobagem, aliás, já esperada dos três.

Leia abaixo a nota dos edis.

 

Nós, vereadores abaixo subscritos, em compromisso com a verdade dos acontecimentos, vimos publicamente esclarecer o que ocorreu de fato no episódio envolvendo a sindicalista Lindalva Batista e o prefeito João Castelo, após a cerimônia de posse do Conselho Municipal de Educação, no auditório do Palácio La Ravardière.

Em respeito à opinião pública, e pelo motivo de termos sidos citados pela presidente do SindEducação como testemunhas de uma agressão – que em momento algum aconteceu, seja de forma verbal ou física –, esclarecemos que realmente estávamos presentes no momento em que a professora abordou o prefeito João Castelo exigindo uma audiência, ocasião em que o mesmo chamou o secretário de Educação, Othon Bastos, para que a recebesse na Semed e, posteriormente, despachasse com ele sobre as reivindicações da líder sindical. Inclusive, há fotos que confirmam a verdade aqui declarada e desmentem qualquer versão de agressão.

vereador José Joaquim / Foto: Biaman Prado de O Estado

Na condição de representantes legítimos do povo, enfatizamos que não presenciamos qualquer atitude do prefeito que desabonasse a representante de classe Lindalva, a mulher Lindalva ou a categoria dos educadores, da qual fazemos parte com todo o orgulho. Na verdade, o que estamos, até agora, é surpresos com as ‘denúncias’ feitas pela professora de um acontecimento irreal, inexistente.

Refutamos de público a criação de factóides com fins meramente políticos, como o que estamos vendo em alguns setores da mídia claramente de oposição ao prefeito João Castelo, que não estão sendo fieis à verdade, tentando desconstruir a imagem do prefeito e colocá-lo contra toda uma categoria.

Também, na condição de cristãos, reafirmamos que jamais iríamos corroborar com qualquer atitude grosseira por parte de qualquer autoridade pública. Assim como não podemos nos omitir de repudiar quaisquer inverdades, pautadas em motivos que desconhecemos e nas quais ainda somos citados indevidamente, como se nada tivéssemos feito ao presenciar uma suposta agressão.

Professores que somos, ratificamos nosso compromisso com a categoria dos educadores, que labutam no cotidiano para a formação de novas gerações.

Reafirmando o compromisso com a verdade, subscrevemo-nos,

Vereador Batista Matos

Vereador Ivaldo Rodrigues

Vereador José Joaquim Ramos