Aluisio Mendes acusa deputado estadual de falsificação de documentos

O deputado federal Aluisio Mendes (Podemos) ingressou com uma notícia-crime no Ministério Público Eleitoral (MPE) contra o deputado estadual Josimar de Maranhãozinho (PR), por suposta falsificação de documentos apresentados à Justiça Eleitoral nas eleições de 2014.

Os documentos são requisitos para o deferimento do registro de candidatura.

Para a abertura de investigação federal, como pleiteia o parlamentar, foram apresentados mais de 130 documentos e uma mídia em vídeo. Há, por exemplo, assinaturas que seriam do deputado Josimar de Maranhãozinho – oficialmente Josimar Cunha Rodrigues –, que não coincidem com seu nome ou não são iguais a outras a ele atribuídas.

Além disso, num vídeo com sua história de vida ele diz ter estado no estado do Amazonas, no mesmo período em que, segundo uma certidão escolar, estaria estudando em São Luís.

Na denúncia, é questionada a autenticidade de documentos usados por Josimar de Maranhãozinho para comprovar a escolaridade declarada à Justiça Eleitoral. Pelo Código Eleitoral, “falsificar, no todo ou em parte, documento particular ou alterar documento particular verdadeiro para fins eleitorais” é crime sujeito a reclusão de até cinco anos e pagamento de três a 10 dias-multa.

 

Josimar ainda não se manifestou sobre a denúncia.

Leia mais sobre o tema aqui