Tempos difíceis

Edivaldo Júnior é prefeito de São Luís

Edivaldo Júnior é prefeito de São Luís

É no mínimo preocupante o quadro que se desenha para este ano em São Luís. Em reportagem publicada domingo, O Estado mostra que a gestão de Edivaldo Holanda Júnior gastou mais do que arrecadou em 2014 e reduziu em 30% os investimentos previstos para o ano passado.

O que esperar para 2015, tendo em vista que as chuvas agravam a precariedade na infraestrutura da capital e, consequentemente, prejudicam ainda mais a mobilidade urbana?

Já no terceiro ano de gestão, Edivaldo Holanda Júnior, que adotou o slogan “Avança São Luís”, não conseguiu avançar em nenhuma das áreas prioritárias. Mesmo tendo investido mais que o mínimo obrigatório em saúde e educação, o Município ainda enfrenta graves problemas nesses setores, como atraso no pagamento de médicos e falta de material nos Socorrões, além de funcionamento de escolas em prédios inadequados.

Se em áreas que receberam volume maior de recursos a situação é caótica, o que esperar para a mobilidade urbana e a infraestrutura viária?

Será que este ano ruas e avenidas que estão intrafegáveis vão merecer alguma intervenção da administração do prefeito, que já tornou público por diversas vezes que está à espera de um socorro, do Governo do Estado ou da União? E a gestão financeira, será capaz de aumentar a arrecadação, reduzir os gastos ou obter financiamento para viabilizar os investimentos, que são emergenciais?

Tempos difíceis para São Luís, pois a gestão municipal não demonstra capacidade para superar as dificuldades, nem a curto nem a médio prazo.

Da coluna Estado Maior